Blog da Maria Cecília Corsi

Aprenda a fazer um quibe vegetariano de berinjela

Maria Cecília Corsi

10/05/2018 04h00

Crédito: Fernando Moraes/UOL

A minha alternativa preferida ao quibe de carne é o de berinjela. Ele combina muito bem com acompanhamentos clássicos da versão tradicional, como a coalhada e o homus, pasta da culinária árabe feita à base de grão-de-bico. E o melhor: você pode deixar até cinco dias na geladeira, o que facilita a vida em tempos de correria. Se servir esse quibe com uma bela salada, terá então uma refeição vegetariana nutritiva e deliciosa.

QUIBE DE BERINJELA

Rende 12 pedaços de apenas 57 calorias cada.

Ingredientes:

  • 500 gramas de berinjela cortada em cubos grandes;
  • 1 xícara de chá de trigo moído;
  • 1 cebola cortada em quatro partes;
  • 2 colheres de sopa de folhas de hortelã picadas;
  • 1 colher de café de pimenta síria;
  • 4 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • Sal a gosto.

Crédito: Fernando Moraes/UOL

Modo de preparo:

  1. Hidrate o trigo em 2 xícaras de água fervente por 15 minutos.
  2. Uma vez que o trigo já está hidratado, aperte-o bem para tirar todo o excesso de líquido.
  3. Espalhe os cubos de berinjela em uma forma e leve ao forno para assar por 15 minutos. Espere esfriar.
  4. Coloque a berinjela, já fria, com a cebola no processador. Bata devagar. A ideia é misturá-las, mas que você ainda consiga enxergar pedaços de berinjela.
  5. Coloque essa pasta de berinjela em uma vasilha, onde irá acrescentar o trigo hidratado, mexendo bem. Você deve obter uma massa consistente e uniforme.
  6. Tempere com o azeite, a pimenta, as folhas de hortelã picadas e o sal. Mexa até que tudo fique incorporado.
  7. Unte uma forma retangular de tamanho médio com azeite. Espalhe a massa em seu interior, acertando com o garfo.
  8. Asse em forno médio pré-aquecido por 30 minutos.

SE QUISER VARIAR DA BERINJELA

Você poderá preparar o seu quibe vegetariano cozinhando 200g de grão-de-bico. Coloque no processador o grão-de-bico cozido e misture com o trigo em grão. Mas aí, no caso, troque o homus do acompanhamento, que já leva esse ingrediente, pelo babaganuche, por exemplo.

Esta e outras receitas fazem parte do meu cardápio na LivLight.

Sobre a autora

Nutricionista formada pelo Centro Universitário São Camilo, ao trabalhar em hospitais Maria Cecilia Corsi já percebia certa dificuldade na hora de preparar uma comida saborosa para quem sofria alguma restrição. E resolveu colocar um fim nessa história quando notou que, mesmo em situações mais banais, como as de pessoas que precisavam perder apenas 4 ou 5 quilos, era complicado montar um cardápio sem mesmice. Daí, em 1995, viajou para Berkeley, na Califórnia, Estados Unidos, para estudar maneiras de ajustar o melhor da gastronomia à dieta saudável. E trouxe na bagagem de volta uma série de truques. De lá para cá, inventou outros tantos, é bem verdade… Não gosta de dizer que faz pratos light nem diet. Define sua cozinha como moderna e atual (“Porque hoje todo mundo quer uma vida saudável”).

Sobre o blog

Toda semana, Maria Cecília ensina uma receita por aqui. Mas não dá só o passo a passo. Ela conta os bastidores de sua criação culinária. Por exemplo, divide com você como ela consegue emagrecer ingredientes “gordos”, tirar o sal de um molho sem que alguém sinta falta dele, criar doces para diabéticos de dar água na boca e muito mais. A ideia é que você não só prepare o prato ensinado em sua casa, mas se sinta inspirado para modificar as receitas do seu próprio caderno de família, a fim de que se tornem bem mais equilibradas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi
Blog da Maria Cecília Corsi

Blog da Maria Cecília Corsi

Como fazer um bolo de Natal diet de pão, castanha e frutas

Quando vejo um prato diferente, no mesmo instante fico pensando em como  fazer uma releitura para torná-lo mais equilibrado ou para que resolva alguma necessidade dietética.  E também tem o paciente que vem e me pede: "você tem alguma receitinha de...?" Pode apostar que, se a pessoa usa o diminutivo, é bomba! Mesmo que eu troque ingredientes e lance mão de outras estratégias para deixar algo mais leve e nutritivo, é fundamental que o resultado faça jus ao nome. Ou seja, mousse precisa ter textura de mousse (e não de gelatina ou de mingau). Por isso, há sempre um desafio em cada adaptação. A história deste bolo, por exemplo, é antiga e ele se tornou um clássico da minha cozinha. Em 1998 (nossa, faz tempo!), prestei consultoria para uma grande empresa que estava para lançar um adoçante de terceira geração, capaz de ser usado com maior segurança por crianças e gestantes, e, mais, que podia ir ao forno e ao fogão, sem deixar aquele gostinho residual desagradável na boca. Desenvolvi  diversas receitas e a deste bolo foi a que mais agradou nos testes. Daí, treinei cozinheiros em várias cidades para aprendessem a fazê-lo, já que o lançamento era simultâneo em todo o Brasil. De Norte a Sul, foi um sucesso. Só um probleminha: quando a tal empresa foi avaliar o resultado da ação de marketing, descobriu que o público estava ansioso porque... todos queriam saber quando o bolo seria encontrado nos supermercados!

Blog da Maria Cecília Corsi
Topo